Os segredos da cinta-liga

A cinta-liga pode ser uma peça surpreendente no seu guarda-roupa.

cinta liga

Quando o assunto é lingerie e sensualidade, a cinta-liga está sempre presente! Símbolo de luxúria e ousadia feminina, a cinta-liga mexe com o imaginário de homens e mulheres e é uma sugestão fundamental para quem quer realmente surpreender nos momentos de intimidade! Mas você sabe como surgiu a cinta-liga? E melhor do que isso: sabe como usá-la ao seu favor?

Cinta-liga: dos cabarés franceses para o seu guarda-roupa

A cinta-liga foi utilizada pela primeira vez pelas dançarinas dos cabarés franceses no século XIX. Naquela época, as moças costumavam utilizar um modelo de meias conhecido como 7/8 (sete oitavos), que cobria quase toda a perna e parava no meio das coxas. Como as dançarinas movimentavam muito as pernas, a cinta-liga surgiu com a finalidade de manter as meias no lugar e, aos poucos, saiu dos cabarés para compor o visual das mulheres em todo o mundo.

Por que usar uma cinta-liga?

A lingerie cinta-liga, justamente pelo seu histórico e pela maneira como está presente nas fantasias das pessoas, é uma peça-chave para compor um visual de femme fatale. Ela parece até uma contradição, porque ao mesmo tempo em que cobre parcialmente a pele, traz uma expressão de sensualidade ao corpo da mulher que nenhuma outra peça é capaz de trazer. Se você quer explorar o seu potencial na intimidade e mostrar domínio e segurança sobre o seu próprio corpo, comece agora escolhendo o modelo que mais combina com você!

Quais são os modelos de cinta-liga?

Lembre-se: além de sexy, é fundamental que você se sinta confortável! Os modelos que têm a frente mais larga geralmente são mais cômodos para o uso e oferecem uma boa cobertura. Você também pode escolher entre as cintas com 4 ou 6 ligas e, claro, entre as mais variadas cores. Para apostar na tradição, minha dica é a cinta-liga preta ou a vermelha, para te ajudar a ficar ainda mais atrevida!

Você já usou uma cinta-liga? Como você se sentiu? E qual foi a reação do parceiro? Compartilhe sua história e também as suas dúvidas nos comentários!

Pin It